Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Pró Semiárido

Através do Pró Semiárido, projeto coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural, da Ação Regional – CAR, a  Cáritas Brasileira Regional Nordeste 3 está realizando formações na temática étnico-racial para os técnicos e as comunidades atendidas pelo projeto. A ação atua em 34 comunidades tradicionais do semiárido baiano, destas: 20 comunidades quilombolas, 04 indígenas, 01 ribeirinha e 09 comunidades de Fundo de Pasto.

Esta estratégia de intervenção tem como objetivo promover a equidade de gênero e racial. A ação busca  resgatar e fortalecer a identidade negra e indígena, construindo um processo de reflexão individual e coletivo sobre a discriminação social, racial e de gênero, enfrentadas pelas comunidades tradicionais atendidas pelo Projeto.

Acreditamos que esse trabalho possa levar as mulheres envolvidas nestas atividades a refletirem sobre suas experiências, aprender com o processo, trocar e construir novos conhecimentos.

ATIVIDADES

  • A ação foi iniciada com  com 03 oficinas de sensibilização para técnicos (as), com o objetivo de sensibiliza-los a entender, perceber e a identificar as relações de dominação e opressão de gênero, raça/etnia e de classe social, presentes no nosso modo de agir e pensar e no cotidiano das organizações da nossa sociedade. Essas oficinas serão destinadas a equipe Pró-Semiárido e para os técnicos (as) das entidades executoras de ATER. Serão realizadas uma oficina em cada um dos Setaf Juazeiro, Jacobina e Senhor do Bonfim.
  • Realização de 34 oficinas étnico-raciais nos territórios rurais (aglomerado de quatro comunidades) envolvendo as comunidades quilombolas, ribeirinhas, indígenas e de fundo de pasto atendidas pelo projeto.
  • Após a realização das oficinas vamos realizar os 10 encontros étnico-raciais municipais, dando continuidade ao processo de formação e articulando espaços de troca de experiências entre as comunidades na perspectiva de fortalecer essa dinâmica organizativa.
  • Realizar 05 Intercâmbios étnico-raciais, para estimular as articulações e fortalecer a luta coletiva. Para a escolha do local dos intercâmbios de troca de experiências, identificaremos as áreas relevantes e as experiências que favoreçam o aprendizado e o fortalecimento das dinâmicas organizativas das comunidades, no campo étnico-racial. Participarão desses intercâmbios os/as representantes de cada território rural, que participaram das oficinas étnico-raciais, para aprofundar as questões vivenciadas durante esse processo de formação.
  • Os 03 Seminários para devolução do processo serão realizados em cada um dos SETAFs (Jacobina, Juazeiro e Senhor do Bonfim), com o objetivo de aprofundar o tema e apresentar a Sistematização da Formação étnico-racial, evidenciando os desafios e as lições aprendidas pelos grupos, sobre a experiência étnico-racial. Nos seminários apresentar o documento da sistematização e expor as imagens, feitas durante as etapas realizadas na execução das oficinas, encontros e intercâmbios.