Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Programa Cisternas recebe premiação na China

11 de setembro de 2017
familia de carlita de jesus santos com a cisterna

Construir um milhão de cisternas de coleta de água da chuva para uso doméstico de milhões de pessoas que residem em áreas rurais no Semiárido. Este foi o objetivo inicial do Programa Cisternas, reconhecido nesta segunda (11) pelo Prêmio Política para o Futuro 2017 como a segunda iniciativa mais importante do mundo no combate à desertificação. A premiação aconteceu durante a 13ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas, em Ordos, na China.

Nascido no seio das experiências da sociedade civil, o Programa Cisternas foi proposto como política pública de convivência pelas organizações atuantes no Semiárido através da Articulação Semiárido (ASA). Em entrevista ao portal do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, Valquíria Lima, coordenação executiva da  ASA e assessora da Cáritas Brasileira pelo estado de Minas Gerais, afirma que  embora a meta inicial de um milhão de famílias tenha sido alcançada,  ainda existe uma demanda de 400 mil famílias que necessitam da tecnologia para o acesso ao abastecimento, e mais de um milhão de famílias precisam da tecnologia para produção alimentar.

“Estamos atualmente trabalhando com recursos de 2015, e passamos os anos de 2016 e 2017 disputando para que esse orçamento fosse descontingenciado. Chegamos a 2017 com o orçamento do Ministério do Desenvolvimento Social – MDS no valor de 28 milhões, quando o previsto eram 240 milhões de reais. Diante disso, não sabemos se haverá continuidade dessa política”, afirmou na ocasião.

Leia a entrevista completa

O prêmio é uma iniciativa do World Future Council que, nesta edição, contou com a parceria da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD).

IMG-20170911-WA0014
Confira o depoimento de Naidison de Quintella Baptista, Coordenador nacional da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA), sobre a premiação em Ordos, na China

“Numa cerimônia, bonita, rica, pomposa, com mais de 500 pessoas a experiência da ASA acaba de ser premiado como política para o futuro e como experiência exitosa de combate à desertificação, em segundo lugar mundial. Isso significa pra nós todos o reconhecimento da estrada que estamos palmilhando, de trabalhar com a convivência do semiárido, com os mais pobres e marginalizados,  reconhecendo que essas pessoas são sujeitas de sua história, que são capazes de modificar essa história pra melhor. Isso acaba de ser premiado, isso ignifica um reconhecimento imenso. Significa que a ASA não pode abrir mão do seu projeto com o semiárido, não pode abrir mão de trabalhar com os mais marginalizados\as do semiárido. Essa é a mensagem que trago hoje no coração.”, afirma.

 

Comentários

comentários

Seja um Doador

Somos Nordeste 3 – Somos Cáritas

Faça parte dessa rede
Faça parte desta Rede

Redes Sociais

Prestação de Contas

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

Contato

Cáritas Regional Nordeste 3
Rua Emília Couto, Nº 270 B - Brotas
CEP 40.285-030


Salvador/Bahia
+55 (71) 3357-1667

caritasne3@caritas.org.br