Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Agenda de premiações do Concurso Literário “Águas em Prosas e versos: Para que e para quem?

27 de novembro de 2017
OKOK

O concurso literário “Águas em Prosas e Versos: Para que e para quem?” realizou nesta segunda (27/11) a sua primeira premiação, na cidade de Macaúbas (BA). A agenda segue até o dia 13 de dezembro, passando por nove escolas/entidades dos estados da Bahia e Sergipe. Os textos e desenhos dos/das autores/as selecionados em 1º, 2º e 3º lugares participam de uma publicação, entregue na premiação, junto aos troféus, certificados de participação e um baú literário composto por livros, CDs e DVDs, destinado à biblioteca de cada instituição participante.

O concurso, realizado pela Cáritas Brasileira Regional Nordeste 3, utilizou a dimensão educativa e cultural para debater uma das temáticas mais significativas para o mundo contemporâneo e para a superação da pobreza: O direito universal à água. “A água foi trazida pelas crianças, adolescentes e jovens envolvidos no concurso, como um elemento fundamental para garantir a produção de alimentos, a reprodução da vida, a cultura, o lazer, a espiritualidade e a existência integral do nosso planeta. Através do estímulo ao pensamento crítico, o concurso oportunizou um olhar profundo e poético sobre os territórios onde vivemos, percebendo que o atual modelo de desenvolvimento ameaça de forma drástica a continuidade da vida planetária.”, explica Cátia Maria, secretária da Cáritas NE3.

O livro que reúne as produções selecionadas também será disponibilizado virtualmente no portal da Cáritas NE3 no encerramento das premiações. O material conta com ilustração do educador social e artista visual Gilmar Santos. Já os nove baús literários foram construídos com materiais doados por agentes Cáritas e as seguintes editoras e organizações da sociedade civil: Paulinas Livraria Salvador, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Regional Nordeste 3 (CNBB NE3), Editora Vozes, Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP), Articulação no Semiárido Brasileiro (ASA) e Ciranda Contada.

Esta é segunda edição do concurso. Em 2015 o projeto abordou o tem “Temos fome de quê?” e premiou quinze estudantes, com idades entre 10 e 16 anos, de cinco escolas dos estados de Bahia e Sergipe. Mais de 2 mil pessoas foram mobilizadas e atingidas direta ou indiretamente com essa ação.

Acompanhe o calendário de premiações:

PREMIAÇÃODATA E HORÁRIO
Centro Técnico de Educação Profisisonal  (CETEP) da Bacia do Paramirim – Macaúbas (BA)27/11 às 9h
Pastoral do Menor – Vitória da Conquista (BA)13/12 às 15 h
Movimento Cultural de Águas Claras – Salvador (BA) 

09/12 às 14 h

Pastoral do Menor – Salvador (BA)

A ser realizado no Espaço Sophia – Subúrbio

13 /12 das 14 h
Escola Municipal Abraão Souza Gama – Banzaê- Queimada Grande (BA)06/12 às 14h
Escola Família Agrícola Mãe Jovina – Ruy Barbosa (BA)05/12 às 19h30
Escola Estadual Gilberto Amado – Comunidade Porto D’ Areia – Estância (SE)1º/12 às 14h
Centro Educacional Vitória de Santa Maria – Aracaju (SE)1º/12 às 10h
Escola Municipal Celestino Anísio Pimenta – Stº Antônio de Jesus (BA)11/12 às 15h

MACAÚBAS – A premiação integrou a programação do Transformaê, semana voltada para ações de arte e cultura no Centro Técnico de Educação Profisisonal (CETEP) da Bacia do Paramirim. O evento foi iniciado com uma roda de conversa sobre a água, com a participação de Allan Lusttosa, membro da coordenação colegiada da Cáritas NE3,  Padre Osvaldino Barbosa, José Ilton Almeida, secretário de meio ambiente do município, Alan José, diretor do CETEP e Claunito Roque, do Serviço Autônomo de Água e de Esgoto de Macaúbas (SAAE).

“Foi gratificante ver os estudantes envolvidos no processo de discussão sobre a importância da água. Foi a nossa primeira participação no concurso e essa premiação serviu para despertar o interesse, para estimular, que na próxima edição mais estudantes participem”, diz Alan José.

A estudante Tainara Silva Barbosa, de 17 anos, foi premiada em primeiro lugar com o texto “Poeta sem Palavra”, que dentre os pontos de destaque abordou o desperdício, poluição, desmatamento e consumo exagerado. “Estou muito feliz com a oportunidade de expor meu trabalho. O tema é muito importante, se não houver conscientização vai faltar água”, afirma.

Já o segundo lugar foi destinado a um desenho feito pelos estudantes Natanael Barbosa dos Anjos e Rêner Barbosa de Macêdo. ” Eu já desenhava e tive o prazer de ser selecionado. É muito bom porque desperta a atenção para nossa responsabilidade na preservação da água”, diz Natanael. ” O que me deixa mais alegre é ter ganhado e deixado um baú repleto de livros para uso de todos da escola”, completa Rêner.

IMG_20171127_091849890

Para o Padre Osvaldino a iniciativa fortalece o caminho para construção de um novo projeto de sociedade. “Hoje nós temos uma lógica tão contraditória que colocamos em risco o elemento que a gente mais precisa. Temos que nos organizar, senão com as privatizações as empresas vão se tornar donas dos mananciais”, pontua.

 

Comentários

comentários

Seja um Doador

Somos Nordeste 3 – Somos Cáritas

Faça parte dessa rede
Faça parte desta Rede

Redes Sociais

Prestação de Contas

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

Contato

Cáritas Regional Nordeste 3
Rua Emília Couto, Nº 270 B - Brotas
CEP 40.285-030


Salvador/Bahia
+55 (71) 3357-1667

caritasne3@caritas.org.br